quarta-feira, 21 de abril de 2010

A CANDIDATURA DA PROFESSORA VANIA MEDEIROS À REITORIA DO IFPB RECEBE APOIO DE DOCENTES DO CAMPUS DE JOÃO PESSOA

 

Mais apoio à candidatura da professora Vania Medeiros

A candidatura da professora Vania Medeiros à Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) recebeu, na última terça-feira, o apoio de uma parcela considerável de professores(as) do curso de Design de Interiores, além de alguns (as) docentes dos cursos de Geoprocessamento e Gestão Ambiental.

Na reunião, que aconteceu numa das salas do curso de Design, no Campus de João Pessoa, os (as) professores (as) avaliaram a importância da candidatura da professora Vania para o atual contexto histórico-político da Instituição. “Os desafios para a implantação do novo modelo de Educação Tecnológica na Paraíba, exige oportunizar a construção de lideranças e isso só se consegue com novas atitudes, sendo esta a principal característica do projeto que está sendo desenvolvido coletivamente com a candidatura da professora Vania Medeiros”, disse o professor José Batista de Design.

O encontro foi uma oportunidade para que os (as) professores (as) expressassem democraticamente suas demandas com relação à próxima gestão do IFPB. Eles esperam que a próxima Reitoria promova a interatividade entre as coordenações e demais setores administrativos e a co-participação dos segmentos nas decisões administrativas e nos processos políticos institucionais. Em suma, os (as) professores (as) denunciaram a falta de democracia da atual gestão.

O professor José Nivaldo Ribeiro refletiu que o atual processo eleitoral para escolha do futuro Reitor do IFPB já deve ser um exercício democrático que possibilite a construção de um projeto coletivo de gestão, que não seja propriedade de um determinado grupo ou candidatura, mas que expresse a vontade de toda a comunidade.

O grupo de docentes com a participação de técnicos (as) administrativos refletiu, ainda, sobre as relações interpessoais na instituição. Para o professor José Gilberto, é preciso melhorar o relacionamento entre os servidores da instituição, visando o envolvimento das pessoas com o que fazem. “É preciso dar a oportunidade de gerir a educação aos que fazem a educação”, assinalou ele.

Com o apoio recebido, a professora Vania Medeiros ficou segura de estar cumprindo um papel importante nesse processo político. “Nossa candidatura está levando a comunidade a discutir os problemas que se apresentam como os mais urgentes na instituição e isto, para mim, é fazer política de forma democrática” enfatizou a candidata.

3 comentários:

Maria José disse...

A realidade institucional hoje destaca a implementação de um projeto de expansão e interiorização da educação profissional. Perfeito, mas precisamos enxergar que essa expansão envolve uma diversidade muito grande, tendo em vista as peculiaridades regionais e culturais de cada Campus. Trabalhar com essa diversidade respeitando suas autonomias requer competências que são básicas como capacidade de flexibilização, avaliação/auto-conhecimento e de diálogo contínuos e permanentes com a comunidade escolar. É evidente, é notório, visível, claro que não existe essa capacidade na gestão atual, essencialmente no Professor João Batista, que centraliza decisões em membro específico de sua gestão, fecha os olhos e tenta esconder da comunidade às denúncias de assédio moral. O que é contraditório busca fortalecer sua candidatura em quem menos ele considerou durante os seus quatro anos de gestão.
Os educadores defendem esse novo Projeto e não concordam que a máquina administrativa nesse processo de expansão, cuja política do governo federal tem providenciado toda uma logística orçamentária e financeira, bem com uma distribuição equivalente de cargos seja as pernas do Professor João Batista. Que ele venha debater com a comunidade usando suas próprias pernas, eliminando a política de assédio e ou lavagens cerebral.
Caros estudantes façam suas próprias leituras, vocês mais do que ninguém tem essa capacidade de serem livres, inovadores e protagonistas de transformações.

Anônimo disse...

A adesão destes professores representa um crescimento da candidatura Vânia Medeiros. Podemos sim ter uma Reitora realmente preoculpada com o fortalecimento e consolidação do Instituto. Para tanto é de suma importância a participação do alunado neste importante momento que nossa instituição passa.
Caminhemos então

Anônimo disse...

É importante a discursão de idéias e propostas por parte de toda a comunidade do IFPB (docentes, tecnicos-administrativos e discentes). É necessario que este processo ocorra dentro de um clima democrático e pacífico e que a atual gestão do IFPB não atropele os fatos atraves da intimidação. Este modelo de gestão centralizadora já está ultrapassada, é necessario que todos os segmentos participem ativamnte do processo decisorio. É importante que surja outra candidatura a Reitoria, para que o processo eleitoral seja mais democratico e transparente. Como tambem o afastamento do Reitor do seu cargo até a conclusão do processo eleitoral. Democracia e transparencia esta é a bandeira.